Aqua Multitoque
Tendências e análises

Touchscreen no setor de alimentação: ver, tocar, comer

Touchscreen no setor de alimentação: ver, tocar, comernovembro 13, 2016

Diretor de marketing da Aqua

Touchscreen restaurante

Todas as áreas da economia estão investindo em tecnologia touchscreen. Mesmo as áreas mais tradicionais, como o setor de alimentação, ja estão usando interatividade.

Sabe aquela expressão “comer com os olhos”? Acho que todo mundo já passou um dia pela experiência de ver a foto ou vídeo de algum prato e pensar “nossa, é isso que eu quero comer”! A visão vem antes do paladar e junto com a fome.

Mas a concorrência aumentou. Hoje há food trucks, praças de alimentação, fast food, bares, lanchonetes, delivery etc. Agora, mais do que nunca, é importante oferecer um atendimento diferenciado. Proporcione a melhor experiência para que ele volte sempre ao estabelecimento. Veja como revolucionar o setor de alimentação com telas touchscreen.

O que vamos comer hoje?

Escolher o que vai pedir é uma tarefa difícil na maioria dos restaurantes. Nos cardápios, há inúmeros ingredientes e nomes de pratos que talvez você você não conhece. E qualquer profissional do setor de alimentação sabe que as pessoas não pedem o que não desejam.

Assim, precisa chamar o garçom e pedir informações, o que muitas vezes não dava certo porque nem o garçom sabia explicá-los. Uma solução simples pode ajudar a resolver este problema: cardápios interativos. Em uma tela touchscreen, como um tablet, descrições do prato, fotos ilustrativas, vídeos, informações nutricionais (se for o caso), entre outros. Muitas redes de fast food possuem digital boards onde expõem as opções que o cliente tem, com imagens e preços.

Essa alternativa, além de deixar o cliente mais confortável e informado para fazer o pedido, otimiza o serviço dos garçons. Eles podem atender com mais rapidez e eficácia, já que não precisarão ter todas as informações na ponta da língua. Sobra mais tempo para um bom atendimento.

Alimentação, bares e restaurantes

Autoatendimento para restaurantes e fast food

Outra vantagem do equipamento é a padronização do atendimento no setor de alimentação. Na tela, você terá a oportunidade de colocar todas as informações relevantes sobre o seu estabelecimento. Todos os equipamentos da rede terão o mesmo conteúdo. Dessa forma, será possível oferecer o mesmo tipo de atendimento a todos os clientes.

Substitua ou complemente sua equipe por totens interativos. O cliente fará o pedido nesses terminais de autoatendimento. Também pode consultar as promoções e fazer o pagamento. Assim, você consegue formalizar, otimizar e organizar esse atendimento usando as telas interativas.

Esse vídeo conceitual da Pizza Hut é uma referência constante que recebemos dos clientes dos setor de alimentação. Ele nos mostra um pouco as possibilidades de se juntar touchscreen e atendimento nos restaurantes.

Se você recebe um turista em seu restaurante, como explicar de forma simples e rápida o que é um “frango ao molho pardo”, um “virado paulista” ou uma “buchada de bode”? A receita é usar as telas interativas. Fotos e vídeos valem por mil palavras e podem ser mais eficazes para fazê-lo entender como são esses pratos.

Veja esse exemplo do McDonald’s da Itália. Escolhe o idioma, confira as promoções, evite filas, personalize seu pedido (“o meu Big Mac é sem alface”). Aí é só precisa ir ao balcão para pegar seu pedido. Sim, rápido, eficiente – como toda solução touchscreen deveria ser.

Touchscreen McDonald's

O que tem para beber?

Outra solução importante é sobre a cartela de bebidas. Sim, alimentação também tem bebidas – e muitas. Alguns restaurantes às vezes possuem um cardápio só para apresentá-las e colocam ali vários tipos de vinhos, cachaças, drinks, cervejas. Mas usando a tela, você pode ter tudo, da forma mais completa possível, no mesmo lugar.

Quanto mais complexa a decisão de compra, mais importante é ter um apoio digital. Qual vinho combina com esse cordeiro? Qual a melhor safra desse Merlot? Facilite a vida do cliente! Ajude o cliente a se decidir. Você pode ter o melhor sommelier à disposição dos seus clientes com um aplicativo adequado.

Cardápio interativo de vinhos

Um garçom na palma das mãos

Os bons restaurantes estão sempre cheios, e nem sempre é fácil fazer um pedido para seu garçom. Que tal usar telas interativas para oferecer alguns serviços aos seus fregueses? Deixe que eles solicitem mais uma cerveja ou uma nova pizza. Basta que tudo esteja bem integrado à sua cozinha e ao seu sistema de contas. No final, o cliente ainda consegue até pagar na mesa e você consegue acelerar a rotatividade de seu estabelecimento.

Cardápio interativo

Pão e circo – ou comida e entretenimento

Mais uma utilidade importante é que as telas interativas viram ferramentas de entretenimento, enquanto o cliente aguarda a chegada do seu pedido. Assim, ele pode interagir com o aplicativo, tirar fotos, brincar com algum jogo, participar de alguma enquete. Conecte-se também com as redes sociais, permitindo que ele divulgue que está no seu estabelecimento. Se seu atendimento for bom, você já garante um like no Facebook ou uma boa avaliação no Tripadvisor.

Alimentação e interatividade

Enfim, são inúmeras as formas de melhorar a experiência do cliente e conquistar a sua fidelidade, transformando-o, assim, em um promotor de seu restaurante. Um cliente satisfeito volta sempre – e ainda traz os amigos.


Update:

A rede McDonald’s anunciou que vai levar telas touchscreen para autoatendimento em suas lojas. Depois de testes bem sucedidos em 200 lojas nos Estados Unidos e 2.000 pontos no mundo, agora a rede vai levar isso para todas as 14.000 unidades norte-americanas. A proposta é que o cliente faça o pedido nos quiosques interativos e receba em sua mesa. Segundo a reportagem, além de melhorar o atendimento, também se percebeu um aumento significativo nas vendas.

McDonald's