Aqua Multitoque
Tendências e análises

Tecnologia para transformar: educação

Aprender nunca foi tão divertido, eficiente e acessível. A Educação Interativa representa uma evoluções nos métodos de ensino. Conheça mais a respeito da educação impulsionada pela tecnologia e entenda por que o mundo abraçou completamente esta ideia.

Tecnologia para transformar: educaçãonovembro 27, 2014

Diretor de marketing da Aqua

Tecnologia para transformar educação

A Educação tem papel cada vez mais importante em nossas vidas, e a demanda por novas possibilidades cresce à medida em que as pessoas se tornam cada vez mais adeptas das tecnologias.

A internet e o acesso a um volume imenso de informação certamente vêm impactando a maneira como as pessoas aprendem e ensinam ao redor do mundo todo. E essa mudança está diretamente às tecnologias aplicadas a técnicas e modalidades de ensino, pois não apenas há mais para se aprender, mas também as maneiras de absorver novos conhecimentos estão mudando constantemente, e se adaptando às novas necessidades e dispositivos que vão surgindo ao longo do tempo.

A chamada Educação Interativa representa uma dessas grandes evoluções nos métodos de ensino, trazendo mais flexibilidade e capacidade de alcançar cada vez mais interessados no aprendizado. Conheça mais a respeito da educação impulsionada pela tecnologia e entenda por que o mundo abraçou completamente esta ideia.

Educação e tecnologia – uma parceria de longa data

A primeira tecnologia que revolucionou a educação foi a escrita. Era uma forma de transmitir informações, de forma confiável, de uma pessoa para outra. Em vez de ser um professor para uma turma, agora se tinha uma informação com alcance muito maior. Sem limites de tempo e espaço, as informações podiam se espalhar muito rapidamente. O processo ganhou ainda mais impulso com o surgimento da imprensa, criada por Gutemberg.

Alguns séculos depois, chegamos à comunicação em massa por rádio e televisão, e mais recentemente à internet. Uma infinidade de informações sobre qualquer assunto está ao alcance das mãos em um smartphone. Hoje, mais do que nunca, ficou muito fácil aprender. Que tal levar milhares de livros no bolso, com a praticidade de um iPhone? Ou estudar na melhor faculdade do mundo, a qualquer hora, sem gastar um centavo?

Educação Interativa – uma nova visão sobre o ensino

A Educação interativa se apresente da diversas maneiras.Courseraé um ótimo exemplo: uma plataforma online que oferece centenas de cursos de grandes instituições, gratuitamente.

Uma das questões que permeiam a fragilidade do modelo de ensino clássico em salas de aula é o tempo. Todas as pessoas envolvidas precisam sincronizar suas agendas de maneira a estar no mesmo local, no mesmo horário, para receber de uma pessoa o conhecimento que buscam – ou que precisam – e adaptar todas as suas rotinas em função deste compromisso. O absenteísmo surge de imprevistos, incompatibilidade de horários, questões profissionais, cansaço, falta de compromisso e outros diversos motivos possíveis. Tudo isso, em um mundo dinâmico como o que vivemos hoje, torna a disciplina cada vez mais difícil e menos aceitável por pessoas com rotinas agitadas e cheias de urgência.

Isso tudo sem falar de deslocamento, trânsito intenso e vários outros aspectos da vida de hoje. As gerações mais novas, cada vez mais ansiosas e imediatistas, têm dificuldades em se concentrar e parar de pensar no quanto falta para essa aula terminar. Todos esses problemas listados têm na Educação Interativa uma solução prática e de qualidade uma solução muito eficiente. Aliás, são várias soluções para a infinidade de questões que se colocam entre as pessoas e o aprendizado, e cada uma delas mais adequada para um tipo de situação.

Tendências para a Educação Interativa

As vantagens da Educação Interativa vão muito além do e-learning, que também já foi extrapolado para muitos outros formatos e dispositivos. As tendências neste sentido têm um caminho sedimentado pelo avanço tecnológico, o que significa que, a cada inovação de hardware que surge, novas aplicações e conceitos vêm em seguida.

Uma dessas principais tendências surgidas a partir da popularização de um dispositivo são os tablets e telas sensíveis ao toque usados em processos de ensino. Nas escolas, já existem grandes telas interativas que substituem os quadros negros e giz, tornando tanto o aprendizado quanto o ensino muito mais práticos, prazerosos e interativos, com recursos multimídia e conteúdo extraído de diversas fontes.

A Gamificação não é um conceito tão novo assim, mas vem mudando a forma como lidamos com as mais diversas tarefas, desde controle financeiro e tarefas domésticas até as técnicas de ensino. O objetivo é transformar todas essas tarefas em desafios mais atraentes, motivacionais e recompensadores. Pequenos retornos que o usuário tem, como badges e rankings, resultam em excelentes ganhos de produtividade e aproveitamento. AKhan Academy, uma das principais plataformas gratuitas de educação online, usa esses recursos desde 2010 com excelente resultados.

E sim, o e-commerce continua firme e forte, e com o suporte dos novos computadores e monitores touchscreen, está cada vez mais evoluído como forma de promover a educação da forma mais flexível e eficiente possível. Os tablets principalmente são responsáveis pela popularização ainda mais massiva do consumo de conteúdo online. A praticidade e facilidade de uso atraem pessoas de todas as faixas etárias e níveis de instrução.

O vídeo também é uma ferramenta das mais usadas no ensino. Isso porque escutar alguém narrando uma história ou detalhando algum assunto é muito mais fácil e confortável do que ler centenas de linhas de texto extenso e complexo, mantendo a concentração e o raciocínio o mais ativos possível. Mas o vídeo tem outro aspecto que é relativo ao aspecto humano do aprendizado. O contato com outra pessoa facilita o entendimento, pois gera um tipo de empatia e outros sentimentos no aluno, que pode se identificar e gostar mais facilmente de um professor do que de uma tela ou página.

O papel das redes sociais na Educação Interativa

Vários dos esforços direcionados à Educação Interativa têm como foco a missão de tornar um assunto atraente o bastante para que alunos dediquem seu tempo e esforços para aprendê-lo. Uma das maneiras que se tem tentado é inserir a Educação Interativa em um contexto de redes sociais, fortalecendo o apelo destes modelos principalmente para as crianças e jovens, que costumam atribuir muito valor a esses canais, que geralmente são muito mais associados ao lazer e diversão do que ao aprendizado.

As redes sociais, portanto, são excelentes para motivar os alunos e promover a assimilação de conteúdo aplicado no ensino. Combinar esse tipo de ambiente social com a Gamificação, utilizando interfaces preparadas para touchscreen e técnicas interativas de prática e exercício de novos conhecimentos pode trazer ganhos inestimáveis para o aprendizado, principalmente para certos públicos específicos, que têm dificuldades para manter o foco ou possuem distúrbios como o Distúrbio de Déficit de Atenção, por exemplo.

Interatividade para educar

Duoligo, aplicativo que ensina idiomas gratuitamente, pode nos oferecer diversas lições. A primeira é que educação não precisa ser chata. Usando recursos de gamificação e aplicativos bem elaborados e interativos, chegamos a um curso que consegue ensinar de maneira cativante. Duolingo motiva as pessoas a continuar aprendendo, de maneira transparente e bem-humorada. Além disso, cada pessoa estuda de acordo com seu próprio ritmo, um exemplo de que ensinar pode ser personalizado para cada pessoa.

A Educação Interativa é multiplataforma

Não só de telas sensíveis ao toque e novas tecnologias é feita a Educação Interativa. Na verdade, o conceito por trás dela é muito mais importante do que as ferramentas utilizadas para aplicá-la. E outro aspecto da Educação Interativa é que ela integra dispositivos digitais, material impresso e aulas presenciais, dinâmicas sociais e outras técnicas cujo objetivo é envolver e tornar o aluno presença ativa no processo de aprendizado.

Seja no celular, na TV, na sala de aula ou no livro, as práticas da Educação Interativa têm a contribuir para todo tipo de aprendizado. Em breve, as salas de aula continuarão existindo, mas dividirão o tempo dos alunos com sua própria casa e as ruas, porque um dos principais trunfos da Educação Interativa é a de quebrar as barreiras do ensino e transformar a maneira com que as pessoas absorvem novos conhecimentos.

Qual será o impacto das telas touchscreen, das lousas interativas, dos tablets e smartphones nessa nova geração? É difícil dizer, pois a adoção dessas tecnologias ainda está em fase inicial. Mas podemos nos basear em resultados vistos em escolas onde já se tem um nível de adoção tecnológica.

Hoje em dia, crianças aprender a digitar e usar um tablet antes mesmo de aprender a escrever com um lápis. O papel das escolas, no entanto, não é simplesmente dar custos de informática. Muito pelo contrário: mostrar que o mundo analógico ainda existe e que há muitas formas de se aprender prepara os alunos para o mundo real. Conceitos como criatividade, persistência e trabalho em equipe, fundamentais para a felicidade e sucesso, precisam ser ensinadas.


Artigos da série Tecnologias para Transformar:

Tecnologia para transformar: Computação Pública

Tecnologia para transformar: Governo

Tecnologia para transformar: Varejo

Tecnologia para transformar: Setor imobiliário

Tecnologia para transformar: Automotivo