Aqua Multitoque
Tendências e análises

7 motivos para usar mais tecnologia nos pontos-de-venda

Como a tecnologia pode ajudar no varejo? Torne seu produto mais atraente, aumente suas vendas e garanta o sucesso de seus negócio.

7 motivos para usar mais tecnologia nos pontos-de-venda julho 1, 2017

Diretor de marketing da Aqua

Tecnologia para o varejo

As pessoas são fascinadas por tecnologia. Um novo celular, a mais recente TV e o mais moderno computador são sonhos de consumo da maior parte da população.

Mas você pode usar isso a seu favor no ponto de vendas para tornar seu produto mais atraente, alavancar as saídas e garantir o sucesso do seu negócio?

Em um mercado cada vez mais competitivo, é sempre hora de inovar para garantir seu espaço.

Novas tecnologias garantem que você consiga atrair mais clientes e aumente suas vendas. Quer saber mais? Confira abaixo as razões para começar a utilizá-las em seus pontos de venda!

1. Encante o cliente com tecnologia e feche o negócio

A modernização dos pontos de venda a partir das novas tecnologias para o varejo consegue atrair e instigar o cliente. Se você é dono de uma loja de barcos e coloca seus produtos em exposição, consegue fazer uma boa apresentação deles mas fica limitado a mostrá-los parados. Mas se você disponibiliza uma tela touchscreen, por exemplo, seus clientes serão recebidos com um processo de vendas muito mais interessante. Cada barco ganha vida e movimento, e isso é um grande auxílio para os vendedores.

A pessoa que busca algo para comprar, seja um barco, um produto eletrônico ou uma roupa, quer ser bem atendida. A experiência de compra deve ir muito além da simples aquisição.

Tecnologia no ponto de vendas - Showcase Varejo
Tecnologia no ponto de vendas

A tecnologia permite que os pontos de venda se tornem um atrativo à parte na busca pela satisfação – e pelas compras – dos clientes. O processo de vendas ganha uma nova dimensão e recursos infinitos com uso de soluções interativas: vídeos, demonstrações em 3 dimensões, catálogos completos de informações, visitas e test-drives virtuais.

Já ficou provado que um bom atendimento faz toda a diferença. Invista em uma boa experiência para o consumidor. Os resultados serão imediatos.

Entenda melhor seus clientes. Há diversas ferramentas para medir o fluxo na loja e acompanhar as vendas. Quais áreas geram mais interesse? O que leva as pessoas a comprar ou abandonar um produto? Quais são os gargalos? Conhecimento é poder. Nesse caso, poder de compra.

2. Tecnologia para se destacar no mercado

Apesar de todas as maravilhas que as novas tecnologias podem oferecer, elas ainda não são muito utilizadas pelas empresas nos pontos de venda. Ainda é comum que as empresas apostem em métodos convencionais para mostrar seu produto, como folders e cartazes. Por isso, quando o empresário aposta em tecnologias interessantes, ele consegue sair a frente da concorrência e se destacar no mercado.

Lembre-se de lojas de tênis em shopping centers. Qual a diferença entre elas? Quase nenhuma, pois todas trabalham com um mix de produtos parecidos e há pouca diferença de preços.

Agora imagine lojas com telas interativas que ajudem os clientes a identificarem os calçados mais adequados para cada esporte e que ajudem a comparar as diversas opções disponíveis. Como nos esportes, no setor varejista vence quem se prepara melhor.

3. Redução de custos no varejo

Quais são seus maiores custos hoje? A tecnologia pode ajudar a reduzir suas despesas.

Gasta muito com recursos humanos, treinamentos, equipe, vendedores? Esse costuma ser o maior custo de muitos lojistas – e também a maior fonte de dor de cabeça. Talvez seja hora de testar totens de autoatendimento. Deixe os clientes usarem telas interativas para pegar informações ou acessarem serviços. É mais barato e mais rápido.

Talvez seu custo fixo com locação e estrutura do ponto de vendas seja grande. O aluguel não é barato, ainda mais em shoppings e cidades maiores. Com tecnologia, dá para ter lojas menores. As telas interativas se tornam vitrines digitais e prateleiras infinitas.

Que tal mostrar seus produtos e serviços com Showcase? Um catálogo interativo  diminui sua necessidade de estoque. Mude a logística, com centros de distribuição e entrega para o cliente. Para vários setores, isso faz muito sentido.

4. Reforce a imagem da marca

Outro bom motivo para você adotar novas tecnologias no ponto de venda é para reforçar a imagem da sua empresa. Elas farão com que seu nome seja memorizado e propagado também pelo impacto que ela causou nas pessoas.

Ao aguçar os sentidos através de vídeos, imagens e sensações, a empresa consegue aprimorar a experiência do cliente e deixar sua marca.

Considere, por exemplo, o setor imobiliário. Parte das vendas são feitas com o prédio ainda na fase de construção, quando não há quase nada para ser mostrado. O que está sendo comercializado, então, é uma promessa de que será um grande empreendimento.

Se no passado as maquetes eram uma forma de tangibilizar o prédio, agora há a tecnologia digital. O uso de inovações ajuda não apenas a vender, mas cria uma imagem positiva sobre a própria empresa. Já ouvimos um visitante dizer “se a empresa X é assim na hora de vender, imagine como será o prédio”.

5. Varejo do futuro, hoje

Como será o varejo daqui a 100 anos? Talvez bem parecido com o atual. Apesar dos avanços da tecnologia, hoje ainda precisamos de lojas e produtos.

Pense um pouco: o que mudou nas lojas físicas nos últimos séculos? Temos produtos novos, novas formas de pagamento, melhor design das embalagens, códigos de barras… Mas a experiência ainda é parecida. Você ainda entra, escolhe algo, paga e sai. Geralmente tem a ajuda de um vendedor nesse processo.

O consumidor está cada vez mais exigente e bem informado. Tem à sua disposição muitas opções. Não é fácil agradá-lo. Mas a loja tem um grande trunfo: ela tem o produto que o cliente quer, precisa e deseja. Já existe o desejo, agora é só transformar isso em uma compra.

No futuro talvez as lojas adivinhem o que o cliente quer. Ou talvez impressoras 3D produzam itens exatamente como o cliente deseja. A tecnologia atual não permite isso tudo ainda. Então é melhor usar seus recursos para prestar um bom atendimento. E, nesse processo, perguntar ou entender os desejos do consumidor.

6. Aprenda com as lojas online e startups

A tecnologia ajuda a repensar os negócios. Amazon e Submarino são uma nova versão das velhas livrarias. Isso faz sentido para o mundo online. Que lições as lojas físicas podem tirar dos websites e do e-commerce?

A primeira dica é informação. As lojas físicas da Amazon, por exemplo, têm terminais informativos sobre os livros. A própria escolha do mix de produtos vem de indicadores digitais, como demandas sazonais e produtos mais adequados ao perfil dos compradores. Tenha os produtos certos e saiba como apresentá-los.

Aposte no atendimento e no autoatendimento. Ficar em uma longa fila ou ser ignorado pelos vendedores não faz parte de uma boa experiência de compras. O novo perfil de compradores quer rapidez e comodidade.

7. Multiplique-se

Imagino que você queira crescer, aumentar suas vendas, conquistar novos mercados. Ótimo

Qual é seu plano para isso? Há várias formas de crescer, mas algumas são mais difíceis.

O pior jeito é gastando muito dinheiro. O retorno sobre seu investimento pode ser demorado, e há muitas incertezas. Abrir dezenas de lojas rapidamente, além de ser complicado, pode ser um projeto sem sucesso.

A melhor maneira de crescer é com inteligência e tecnologia. Para ser 10 vezes maior, talvez não seja necessário 10 vezes mais lojas e 10 vezes mais funcionários. Que tal repensar seu modelo de negócios?

  • Redes e franquias podem se expandir com mini franquias. Descubra seus pontos forte e explore isso. Identifique seus pontos fraco (custos, perdas) e elimine no novo formato.
  • Lojas conceito e popup stores já mostraram que tamanho não é documento. Use tecnologia para apresentar e vender seus produtos de maneira diferente.
  • Lojas dentro de lojas são eficientes. Que tal levar sua empresa para novos espaços, preferencialmente com grande circulação de pessoas?
  • Aproxime o online do offline. As pessoas podem comprar ou conhecer sua empresa a0 vivo. O produto pode ser entregue em casa. Use aplicativos e e-commerce para expandir sua loja.

A hora é agora! As novas tecnologias fazem com as empresas consigam se adequar ao novo perfil do consumidor, que é cada vez mais conectado e exigente. Ao permitir maior interatividade, elas atraem o público e aumentam as vendas do seu negócio.