Aqua Multitoque
Tendências e análises

Tendência: ambientes corporativos com telas touchscreen

Conheça algumas possibilidades que as telas sensíveis ao toque trazem para as empresas e corporações que desejam obter mais dos seus processos de maneira inteligente e segura.

Tendência: ambientes corporativos com telas touchscreen janeiro 3, 2017

Diretor de marketing da Aqua

Toushcreen corporativo

Pense no uso de telas sensíveis ao toque usadas para negócios. A primeira coisa que vem à mente são grandes monitores voltadas em ambientes públicos, como shopping centers, pontos de venda e museus. Ou todo o tipo de prédios onde se deseja facilitar o acesso a informações de forma interativa. Porém, grande parte do potencial está na utilização das touchscreens em ambientes corporativos, para as mais diversas finalidades.

Se pensarmos bem, vamos perceber que a tecnologia touchscreen possui diversas vantagens. Compare com outras formas de visualização e manipulação de informações, como livros ou cartazes. A interatividade significa um excelente ganho de praticidade e produtividade para o uso corporativo. Conheça algumas possibilidades que as telas sensíveis ao toque trazem para as empresas e corporações que desejam obter mais dos seus processos de maneira inteligente e segura.

TVs Corporativas e display de informações úteis com interatividade

Muitas empresas buscam envolver seus funcionários em sua jornada de trabalho com folhetos, painéis informativos e até mesmo os jornais corporativos, mas todos esses formatos significam uso exacerbado de papel e falham diante da necessidade de interatividade das pessoas com o conteúdo.

Corporações que buscam aproximar as pessoas e divulgar informações úteis e de entretenimento estão cada vez mais adotando iniciativas como as TVs corporativas. Contudo, se a via de comunicação é única, a interatividade mais uma vez fica de lado, forçando as pessoas a voltarem aos seus computadores e tablets para ter formas de participar deste processo.

A alternativa seria dar um passo adiante, tornando esses canais altamente interativos, com o uso das touch screens. Os usuários podem, dessa forma, não apenas receber informações, mas também ir mais fundo em sua utilização, explorando gráficos, hipertextos e multimídia, controlando o tempo de exibição das informações, aumentando ao máximo o potencial deste tipo de conteúdo.

Abre-se espaço também para participação e colaboração. Que tal fazer enquetes, descobrir a opinião de seus funcionários de forma anônima, pedir sugestões de nomes para novos produtos? A comunicação com os funcionários pode ser uma via de mão dupla.

Interface entre a empresa e o público externo

Televisões com campanhas sobre as empresas também são bastante utilizadas em espaços como salas de recepção, espaços de convivência e áreas abertas ao público em geral. Elas sofrem da mesma forma que as TVs corporativas em relação à falta de interatividade, são frias e podem ainda transmitir conteúdo repetitivo e entediante.

A saída é oferecer uma forma deste público acessar e interagir com informações úteis e dados sobre a empresa que estão visitando. Pense no tipo de informação que você gostaria de ver se estivesse no lugar do visitante da empresa.

Sua empresa recebe muitos estudantes, que querem conhecer melhor o processo de fabricação? Antes ou depois do passeio, mostre uma explicação interativa do que será visto. Às vezes o processo industrial é muito complexo para ser entendido, e nada melhor que um bom infográfico para explicar de forma didática as complexidades da sua empresa.

As visitas são de fornecedores e parceiros? Enquanto esperam, eles podem dedicar algum tempo para saber as novidades e lançamentos. Mostre seus produtos e serviços, apresente sua empresa de forma amigável, exiba fotos e vídeos. Um catálogo interativo com Showcase vai fazer toda a diferença.

Se estamos falando de uma grande empresa, com vários prédios, andares ou departamentos, ajude seus visitantes a se localizarem. Um mapa interativo dará uma visão geral das instalações, e poderá indicar o caminho para o setor que ele procura.

As possibilidades são praticamente infinitas, porque a capacidade de interação fornece mais qualidade de comunicação, além de agregar valor à imagem da empresa e de acolher melhor o visitante, se tornando assim menos fria e mais interessante a todos.

Touchscreen para serviços básicos no ambiente corporativo

Algumas tarefas que são destinadas a aumentar segurança e produtividade nas empresas geralmente são burocráticas, exigindo envolvimento direto de funcionários para funcionar adequadamente. Não seria mais interessante se sistemas possibilitassem a automatização e o acesso controlado a esses serviços e informações? Fala-se muito em produtividade e simplificação no setor empresarial, e às vezes a resposta poderia estar logo ali, na ponta dos dedos.

Telas touch podem ser usadas com essa finalidade. Por exemplo, pesquisas em bancos de dados e bibliotecas, reservas de salas de reunião, além do acesso controlado a informações como localização de salas e outros ambientes em grandes edificações podem ser disponibilizados sem que haja a necessidade do uso de computadores e tablets e sem a contratação de funcionários extras para isso.

Utilidades corporativas

Informações são importantes para o dia-a-dia de qualquer empresa, e ter facilidade para acessá-las é uma forma de aumentar a produtividade e eficiência de sua equipe. Alguns de nossos clientes são empresas com vários tipos de informação e arquivos de difícil acesso, em pastas e servidores restritos, protegidos por senhas e outros protocolos de segurança. Há aqui um engano: fica parecendo que complicar o acesso aos dados é a única forma de aumentar a segurança.

Felizmente essa realidade tem mudado. Dados que são realmente sensíveis e confidenciais precisam ficar bem guardados, mas outros acabam presos pela mesma burocracia. Liberte-os para a consulta com terminais informativos em locais protegidos de sua empresa. Exemplos: slides interativos para palestras, reuniões e apresentações diversas, comunicação interna, treinamento de pessoal e relatórios diversos.

Há ainda soluções para acesso de dados controlados. Por exemplo, pode-se disponibilizar grandes monitores touchscreen para visualização de arquivos, projetos e documentos compartilhados. Tudo isso nas áreas onde os funcionários não estejam usando seus computadores ou tablets de trabalho. Consulte também nosso artigo sobre os benefícios da interatividade para a gestão de recursos humanos.

Outras utilidades de telas sensíveis ao toque são voltadas a áreas de gestão corporativa, centros de controle, salas de monitoramento e centrais de operação. Esses espaços podem ganhar em praticidade e agilidade com as touchscreens.

E ainda, grandes monitores touch são a solução ideal para ambientes onde dispositivos são usados de forma colaborativa. Computadores e smartphones foram projetados para uso individual. Que tal usar grandes telas que possam ser utilizadas por várias pessoas ao mesmo tempo? Isso é muito útil quando é necessário mostrar e interagir com informações em grupos. Desta forma incentivamos a discussão e participação de forma prática e confortável.

Touchscreens: um complemento à política BYOD

Muitas corporações estão aderindo a políticas conhecidas pela sigla BYOD, (Bring Your Own Device, ou “traga o seu próprio equipamento”, em tradução livre para o português). As empresas que adotam este tipo de política incentivam que os colaboradores trabalhem usando seus próprios computadores pessoais e tablets. O funcionário recebe uma verba e algumas sugestões de equipamentos, mas tem toda a liberdade para escolher. O intuito seria deixar as pessoas mais à vontade, usando dispositivos aos quais já estão familiarizados. Também evita gastos com itens que são relativamente caros e invariavelmente se tornam obsoletos com o tempo.

Parece ser muito bom para ambas as partes, mas há obstáculos que dificultam alguns processos de segurança. Exemplos são controle de acessos e privilégios, instalação de programas específicos, entre outros. Se o objetivo era simplificar e economizar, infelizmente pode acontecer exatamente o contrário.

Em organizações que adotam a política BYOD, sugerimos que as telas interativas sejam uma estratégia complementar. Equipamentos touch, nos quais o time de TI tenha total controle, tornam-se uma ferramenta útil para unificar o ambiente de trabalho e simplificar o acesso a serviços e informações. Em vez de aplicativos para diversas plataformas, uma única plataforma com diversos aplicativos e uso coletivo. Assim, os dispositivos pessoais têm mais liberdade. Reduz-se também a dependência da infraestrutura institucional para realizar as tarefas mais triviais a que são destinados.

O futuro e o presente do touchscreen no ambiente corporativo

Uma das tendências que identificamos foi o aumento do interesse por soluções touchscreen por grandes corporações. Geralmente as inovações entram nas empresas pelo setor de marketing, que as utilizam para diversos fins promocionais. As áreas gerenciais, mesmo que sejam inovadoras, só adotam novas tecnologias depois de um bom período de maturação. O segredo, nesses casos, é alcançar o ponto ideal entre ser ousadia e cautela.

É justamente nesse ponto em que estamos. Smartphones substituíram os celulares Blackberry. Tablets devoraram manuais e relatórios. Sistemas SaaS aliviaram a demanda pelo TI. Grande parte do dia é diante de uma tela. Agora é a vez das telas interativas em grandes formatos invadirem as grandes empresas.

O mais curioso é que nossos clientes sugerem novas aplicações com frequência. Algumas sugestões nem tinham sido imaginadas por nossa equipe. O melhor da tecnologia touchscreen não é resolver um problema específico, mas ter infinitas aplicações.